« Página Inicial

Este anúncio de emprego tem mais de 90 dias ...

0

candidaturas

Bolsa de Investigação - Licenciado/a ou Mestre Full-time

de Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa em Lisboa (Publicado em 12-06-2019)

EDITAL N.º 21/2019

BOLSA DE INVESTIGAÇÃO ? LICENCIADO/MESTRE



Aceitam-se candidaturas a uma Bolsa de Investigação (BI) a atribuir no âmbito do projeto de investigação POPULUS ? Repensando o Populismo, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, com a referência PDTC/SOC-SOC/28524/2017, sob a coordenação do Doutor Filipe Carreira da Silva.

1 ? Descrição do Projeto: Porque^ estudar o populismo? Porque o populismo esta´ a crescer, quer a` esquerda quer a` direita. Debates sobre populismo sa~o hoje em dia omnipresentes - inu´meros programas de televisa~o, colunas de jornal e artigos de opinia~o te^m-lhe sido dirigidas e todos parecem ter uma opinia~o formada sobre os perigos que representa. Pore´m, dentro e fora da academia, o que o populismo e´ continua a ser uma fonte de confusa~o e a sua forma de funcionamento um miste´rio. Meio se´culo de investigac¸a~o sobre populismo na~o chegou para que se chegasse a um consenso sobre uma definic¸a~o mi´nima de populismo. Hoje em dia, populismo e´ definido de diferentes formas, uma duplicidade normativa impli´cita, e a sua operacionalizac¸a~o continua a ser no mínimo difi´cil.

Neste projecto, propomos-nos desenvolver uma nova abordagem a este tema e testá-la por relação ao caso português de uma perspectiva comparativa. O período do nosso estudo é 2011-2015 e os principais agentes são os partidos políticos, movimentos sociais e o Tribunal Constitucional. O nosso corpus empírico é constituído pelos discursos públicos destes agentes. Teoricamente, esta abordagem apresenta-se como uma alternativa quer às abordagens ônticas, quer às abordagens ontológicas ao populismo que têm dominado o seu estudo desde os anos 60, focando-se antes no trabalho de articulação de certos conteúdos (ônticos) no quadro da lógica do ressentimento que o caracteriza. Metodologicamente, Portugal é concebido como um caso negativo. A nossa hipótese é a de que a articulação performativa da lógica populista do ressentimento por parte dos partidos políticos portugueses, opondo uma parte dos Portugueses contra outra em nome do "povo", não se traduziu em sucesso eleitoral. O nosso objectivo é o de identificar e compreender o que distingue o caso português e as razões por detrás do falhanço relativo da maior parte das estratégias populista em Portugal. De modo a clarificar melhor estas dimensões, o nosso estudo compreende uma dimensão comparativa com Espanha, onde o partido Podemos quase que triplicou a sua percentagem eleitoral entre meados de 2014 e o final de 2015.

2 ? Legislação aplicável: Lei n.º 40/2004, de 18 de Agosto, alterada e republicada pelo Decreto-Lei n.º 202/2012, de 27 de agosto, Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P. ? 2012, Regulamento de Bolsas do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e Regulamento de Bolsas da Universidade de Lisboa.



3 ? Coordenação das atividades: Doutora Susana Salgado, Co-Investigadora Responsável (Co-IR) do projeto. A cocoordenação das atividades de investigação ficará a cargo do Investigador Responsável (IR) do projeto, Doutor Filipe Carreira da Silva.



4 ? Duração da Bolsa: A bolsa terá a duração de 6 meses, eventualmente renovável por períodos iguais ou diferentes, até a um máximo de 30 meses.

5 ? Montante da bolsa e modo de pagamento: 752,38? ou 989,70?, consoante o grau académico, com pagamento mensal, de acordo com a tabela de valores das Bolsas de Investigação atribuídas pela FCT (http://alfa.fct.mctes.pt/apoios/bolsas/valores.phtml.pt).



6 ? Instituição de acolhimento: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.



7 ? Atividades a desenvolver: O bolseiro irá desenvolver atividades no âmbito do projeto, incluindo: a) escrever uma dissertação de doutoramento num tópico diretamente relacionado com o tema do projeto de investigação num prazo de 30 meses, sob orientação da Co-IR, Doutora Susana Salgado, e coorientação do IR, Doutor Filipe Carreira da Silva; b) auxiliar a equipa de investigação na análise de conteúdo e de discurso previstas no programa de trabalhos do projeto; c) gestão das atividades de I&D previstas no projeto ao nível da formação avançada ? Escolas de Verão; d) produção de documentos, de caráter técnico-científico, para comunicação e divulgação institucional; e) gestão do website do projeto, com particular relevância para conteúdos produzidos pela equipa; f) apresentar comunicações relacionadas com o projeto em conferências académicas e submetê-las para publicação em revistas científicas, mediante aprovação prévia da Co-IR e do IR.



8 ? Requisitos de admissão:

Requisitos obrigatórios:


a) Grau de licenciatura, Mestrado ou equivalente em Sociologia, Ciência Política ou noutras ciências sociais;


b) Disponibilidade imediata;


c) Domínio fluente da língua portuguesa e possuir um excelente conhecimento de inglês e castelhano.


Requisitos preferenciais:

Inscrição no programa de estudos pós-graduados do ICS-ULisboa. A experiência em projetos de investigação será valorizada. Em particular, é desejável que os candidatos tenham um interesse demonstrável sobre temas relacionados com populismo, políticas de protesto, movimentos sociais e comunicação política de modo a que possam vir a realizar um doutoramento num tópico diretamente relacionado com o tema do projeto no prazo 30 meses.

9 ? Publicitação e prazo de apresentação de candidaturas: O presente Edital é publicitado no site do ICS-ULisboa e no Portal Eracareers, em conformidade com o n.º 2 do artigo 11.º do Regulamento de Bolsas do ICS-ULisboa. Nos termos das Normas da FCT, a receção de candidaturas inicia-se 10 dias após a publicitação do presente Edital no Portal Eracareers, decorrendo o prazo de candidaturas entre 1 de julho e 14 de julho de 2019.



10 ? Formalização das Candidaturas: As candidaturas deverão ser acompanhadas por uma Carta de Intenções, com indicação sintética das razões pelas quais se pretende candidatar e do contributo que pensa poder dar ao projeto (máximo: 1 página), cópias de Certificado/s de Habilitações e de elementos completos de identificação (ou, facultativamente, cópia do bilhete de identidade, cartão de cidadão ou passaporte), cópia atualizada do Curriculum Vitae.



11 ? Seleção: A seleção dos candidatos será efetuada por um júri constituído por: Doutor Filipe Carreira da Silva, investigador auxiliar do ICS-ULisboa, Doutora Susana Salgado, investigadora auxiliar do ICS-ULisboa, e Doutora Catherine Moury, professora auxiliar da Universidade Nova de Lisboa. A seriação será feita com base nos seguintes critérios: a avaliação curricular terá uma ponderação de 60% da nota final, a carta de motivação 20% e a entrevista 20%. Caso o júri opte por não entrevistar aos candidatos, a avaliação curricular corresponderá a 70% da nota final e carta de motivação a 30%.



12 ? Audiência prévia e notificação dos interessados: Concluída a avaliação, o júri elabora o projeto de decisão, o qual será notificado aos interessados por correio eletrónico, devendo a audiência prévia ser efetuada por escrito, no prazo de dez dias úteis a contar da notificação. Para o efeito, os candidatos podem solicitar o envio da ata por correio eletrónico ou proceder à consulta presencial dos documentos do procedimento no Instituto, durante as horas de expediente.



13 ? Morada de envio das candidaturas: As candidaturas deverão ser enviadas para o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (com a referência ?Concurso de Bolsas de Investigação n.º 21/2019?) para o endereço eletrónico [email protected] ou para a morada Avenida Professor Aníbal de Bettencourt, 9 ? 1600-189 LISBOA, devendo ser recebidas dentro do prazo acima referido. Caso as candidaturas sejam enviadas por correio eletrónico, os documentos supra indicados devem ser digitalizados para anexar ao processo.



14 ? Informações sobre o ICS ULisboa e as respetivas atividades encontram-se disponíveis em: www.ics.ulisboa.pt

Lisboa, 12 de junho de 2019



A Diretora

Profª. Doutora Karin Wall



Empregos recentes de Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa


Visto: 106 vezes
« Volte para a categoria
Considera esta oferta falsa? Denuncie!   
Recomendar a um amigo
« Página Inicial
Receba Ofertas de Emprego
no seu Email:
Facebook Twitter Rss